Como a sua mente influencia o seu DNA

Existe a crença de que os nossos corpos físicos e as nossas experiências de vida reunidas não podem, em caso algum, enviar informações na direção inversa para modificar o nosso dna, onde continuamos sendo vítimas do destino ou dos genes.

A nova ciência da epigenética nos diz que o controle dos genes não é feito de dentro do próprio dna, mas das mensagens que chegam do exterior da célula, em outras palavras do meio ambiente. Dessa forma, podemos modificar o nosso destino genético trabalhando com diversos fatores do meio ambiente que programam os genes. Alguns desses sinais provêm do corpo, como os sentimentos e pensamentos e os nossos estados mentais subjetivos poderiam modelar a expressão genética.

Todos os pensamentos que você formula, todas as emoções que sente e todos os acontecimentos que experencia, sejam eles alegres ou estressantes, o tornam o engenheiro epigenético das suas próprias células e assim somos nós que controlamos o nosso destino.

Leitura:

-Bruce Lipton (2007). A biologia da crença. Butterfly; Edição: 19.

-Moharir, A. V. (2011). Quantum Physics and New Biology. Journal of Agricultural Physics.

-Neville Goddard (2016). O despertar da consciência.

-Joe Dispenza (2020). Você é o placebo: O poder de curar a si mesmo. Citadel Editora; Edição: 1.

1 Kommentar

Kommentare sind geschlossen.