Desvendando a origem do universo

De acordo com todos os ensinamentos antigos e modernos, um criador, elemento ou ideia deu origem ao universo através de um evento sobrenatural. Toda a vida e a energia teriam a sua fonte em um princípio eterno, que é totalmente independente do tempo ou das condições, que é indiferenciado mas que contém em si o potencial de diferenciação infinita. Nos textos das tradições mais antigas existe um processo anterior anterior à evolução, a saber, o processo da involução, que é a passagem do espírito para a forma como antecedente à passagem da forma para a consciência.

No início não havia nada além do espírito e o seu sentimento primário de vitalidade era o der estar vivo por toda parte; e para estabelecer tal consciência da sua própria vivência universal houve o reconhecimento de um meio plástico e distribuído universalmente cujas partículas estão todas em equilíbrio perfeito, que a ciência chama de éter. Essa substância vem de uma fonte que tem o poder de projetá-la por um modo ação que não é de natureza material, mas imaterial e o único modo de ação que não é de natureza material é o pensamento.

Assim, a criação de todas as formas é o impulso perpétuo do espírito, da mente ou da consciência para a auto-expressão em variedades infinitas de forma. A energia (éter) é o intermediário entre a mente e a matéria, o meio distributivo que através da atividade mental produz a diferenciação de formas e relações no plano mais externo ou visível, o universo físico.

Leitura: -Thomas Troward (2022). O processo criativo no indivíduo. Poder do Eu Superior.

-Thomas Troward (1913). Bible mistery and bible meaning.

-Luminet, J-P. Creation, chaos, time: from myth to modern cosmology.

-LaViolette, P. A. (2012).The cosmic ether: introduction to subquantum kinetics. Physics Procedia 38: 326-349.

-Joseph, R. G. (2020). Quantum physics of God: how consciousness became the universe and created itself, (1). Journal of Cosmology.